Quem diz entender o futebol gremista está mentindo

Temos que escrever, comentar e apontar agora simplesmente porque fazer isso na semana da final é coisa de pau no cu: Será que seremos competitivos nessa final da copa do brasil? Será que poderemos surpreender a todos e levantar a taça da copa pela sexta vez na história?

O torcedor que diz entender o futebol praticado pelo Grêmio está mentindo ou nunca entendeu do esporte. É impossível achar um padrão de jogo, ao menos um padrão positivo, para o que está se aplicando em campo de novembro para cá.

Quando o Grêmio achou seu estilo de jogo, ao menos algo próximo disso, nessa temporada era um futebol veloz de contra-ataque e fulminante. Os meses foram passando desde a conquista do Gauchão e parece que nossa curva de desenvolvimento já atingiu o auge e agora volta a descer.

Quem diz entender o futebol gremista está mentindo
Foto: Lucas Uebel

O medo de acordar um dia e ver jogadores sendo ressuscitados para jogar a final é gigante. Robinho jogando de meia no jogo de volta da final! Essa ideia é realmente assustadora, mas como posso esperar algo diferente?

Reza a lenda que o Renato é, além de tudo, um cara que consegue inspirar os jogadores. A grande dúvida que fica na minha mente é quem vai inspirar o cara que deve inspirar nosso time?

A confiança no time está abalada. Não sei como está a confiança do time, se eles confiam neles mesmos. Reza a lenda que o Renato é, além de tudo, um cara que consegue inspirar os jogadores. A grande dúvida que fica na minha mente é quem vai inspirar o cara que deve inspirar nosso time? Renato parece triste, distante…

Avançando no assunto, deixo claro que não sou daqueles chatos que acham que o Grêmio não deveria fazer rodízio de seus jogadores. Eu, na verdade apoio, pois acredito que um grupo forte e testado é melhor que um grupo dependente sempre dos mesmos.

O que me intriga é que gostaria de ver um fio que conecta, uma diretriz, uma ideia central tática que oriental os onze jogadores em campo. Isso não parece que está acontecendo. Será que acabaram as ideias do Grêmio? E se acabou, acabaram assim, sem mais nem menos? Não teremos mais um fator surpresa para apresentar ao adversário? Devo jogar a toalha? Isso eu me recuso, Grêmio.

Para finalizar, são muitos assuntos e quero evitar me estender demais, porque alguns jogadores são punidos com o ostracismo e outros não? O que acontece com Darlan?

E já que esse texto é mais para fazer perguntas do que para respondê-las, agora faço a derradeira: Qual o aprendizado e amadurecimento que levaremos dessa temporada para a próxima? A única certeza que temos é do calendário igualmente agonizante e apertado. 


Fane Webber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *